Terapia Ocupacional Recife
 
   

Fisioterapeutas de Manaus criam petição pública por mais vagas em concurso

 

27 Mar 2012 .  14:52 h . Luana Carvalho .  http://www.d24am.com

 

Das 1.910 vagas disponíveis no certame, há apenas uma vaga destinada para fisioterapeutas, o que acabou frustrando a categoria que está há sete anos sem concurso.

 

Manaus - Fisioterapeutas da cidade de Manaus estão decepcionados com o número de vagas ofertadas para o concurso público da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que está previsto para acontecer na segunda quinzena de maio de 2012.

Das 1.910 vagas disponíveis no certame, há apenas uma vaga destinada para fisioterapeutas, o que acabou frustrando a categoria que está há sete anos sem concurso público.

A revolta fez com que a fisioterapeutas decidissem fazer uma petição pública pedindo a valorização e inclusão da categoria nos concursos está circulando na internet (http://www.peticaopublica.com.br/?pi=LLM2012&fb_source=message). Em dois dias,  312 assinaturas já foram obtidas.

A fisioterapeuta Gleyce Kelly Pessoa já assinou a petição, e contou que está muito triste com a falta de oportunidade. "Me formei há três anos e sempre sonhei em ser concursada. Adoro minha profissão, mas infelizmente é uma área fechada e que não tem concursos, ficamos correndo para um lado e para o outro para ter uma renda maior, e nada",  desabafou Kelly.

Desvalorização da Categoria

O fisioterapeuta Alexandre Almeida, não se desestimulou a fazer a prova, entretanto, afirmou estar bastante indignado com a situação, pois mesmo com um número grande de profissionais capacitados na capital, a categoria não se sente valorizada. "Passamos anos estudando, e quando abre um concurso público, é com apenas uma vaga para a área.  Essa situação chega a ser frustrante, pois somos uma das profissões que mais chega próximo ao paciente e quem irá sofrer com a falta é a população, pois a carência existe", declarou Alexandre, que ressaltou ainda que a realidade da categoria em Manaus ainda é trabalhar como autônomo, devido a falta de oportunidade.

O doutor Átila Rodrigues, achou constrangedor o fato de apenas uma vaga ser ofertada à classe. "É um absurdo, esperamos por sete anos para termos apenas uma vaga! O município tem carência desses serviços, e os fisioterapeutas são bastante solicitados para tratamento de terapia intensiva, neuropediatria, pneumologia, ortopedia, entre outros. Existe um campo vasto onde trabalhamos, e isso não está sendo reconhecido", disse o Átila, que também é professor universitário. 

Ele ressaltou ainda que atualmente, a classe dos médicos envia cerca de mil pacientes para seções de fisioterapia. "Atualmente, existem hospitais que não possuem nenhum fisioterapeuta, isso realmente uma humilhação, seria melhor que não ofertassem nenhuma", declarou.

Resposta Semsa

Por meio da assessoria, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), informou que a Lei 1591/2011, estabeleceu ao novo Quadro de Cargos dos Servidores Público da Saúde, o quantitativo de 56 Especialistas em Saúde Fisioterapeutas, estando em aberto atualmente, 24 vagas para a Semsa.

A secretaria destacou que existem 23 candidatos aprovados para o cargo de fisioterapeutas, todos remanescentes do último concurso realizado em 2005.

Conforme decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), e do Superior Tribunal de Justiça (STJ, e por recomendações do Ministério Público do Trabalho (MPT), esses candidatos já aprovados terão prioridade na nomeação do concurso em 2012.

Os números do concurso da Semsa

As inscrições para os concursos públicos das secretarias municipais de Saúde (Semsa) começam na quarta-feira (28) e vão até o dia 20 de abril.

Os editais do certame foi publicado nesta terça-feira (27), no Diário Oficial do Município (DOM) com 1.910  vagas para Semsa. As remunerações variam de R$ 1.128,56 a R$ 6.311, 34.

Das 1.910 vagas da Semsa, 1.005 são para cargos de nível Superior (remuneração: R$ 4.236,34 a R$ 6.311,34), 793 para nível Médio (R$ 1.324,15 a R$ 1.404,80) e 112 para nível Fundamental (R$ 1.128,56).
Para médico há 520 vagas, os salários são de R$ 4.770,82 e a carga horária semanal é de 20h. São 168 para clínico geral, 91 para pediatra, 52 para ginecologista, 33 para ultrassonografista, 28 para cirgurgião, 24 para ortopedista, 24 para urgencista, 19 para ginecologista obstetra, 15 para psiquiatra, 11 para radiologista, 11 para neonatologista, seis para infectologista, seis para neurologista, cinco para oftalmologista, quatro para cardiologista, quatro para vascular, três para urologista, três para otorrinolaringologista, duas para endocrinologista, duas para gastroenterologista, duas para hematologista, duas para pneumologista, duas para reumatologista e uma para mastologista.

 Ainda para nível superior, com remuneração de R$ 4.236,34 e carga horária semanal de 20h a 30h, há 157 vagas para enfermeiro,  130 para farmacêutico, 84 para cirurgião-dentista, 22 para assistente social geral, 15 para psicólogo, 14 para fiscal de saúde, dez para terapeuta ocupacional, oito para nutricionista, cinco para fonoaudiólogo, cinco para educador físico, quatro para analista de sistemas, quatro para técnico em comunicação social, duas para administrador em recursos humanos, duas para advogado, duas para contador, duas para engenheiro de segurança do trabalho, duas para estatístico, duas para biólogo, duas para médico veterinário, e uma para fisioterapeuta, sociólogo, engenheiro eletricista, engenheiro civil, engenheiro ambiental, e administrador geral.